EM 21 DISTRITOS DO CENTRO E NORTE: Disponíveis 49 milhões de dólares para aquacultura

A aquacultura é vista, a nível mundial, como alternativa para contrariar o esgotamento de pescado no mar, mas em Moçambique é ainda uma actividade incipiente, tanto é que no ano passado foram produzidas apenas 3700 toneladas de produtos provenientes deste seguimento. Uma das formas para inverter este cenário é através de um investimento de 49 milhões em sete províncias do centro e norte do país.

O projecto em causa, com arranque previsto para o próximo ano, vai abranger 21 distritos das províncias de Cabo Delgado, Niassa, Nampula, Tete, Zambézia, Sofala e Manica, e será financiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Segundo a directora-geral do Instituto de Desenvolvimento de Pesca e Aquacultura (IDEPA), Verónica Namashulua, o programa foi aprovado este ano, sendo que actualmente está em estabelecimento a unidade de coordenação e contratação de especialistas que vão trabalhar nele. “Esta é uma iniciativa que visa promover acções com vista ao desenvolvimento da cadeia de valor deste sector no nosso país”.

Aliás, em Junho foi aprovada, pelo Conselho de Ministros, a Estratégia para o Desenvolvimento da Aquacultura, um instrumento considerado base para o crescimento deste sector. Paralelamente, está a ser revisto o Regulamento da Aquacultura. Leia mais...

Texto de Angelina Mahumane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)