Koloma enterrado amanhã

Vão a enterrar amanhã, no cemitério de Lhanguene, em Maputo, os restos mortais de Eduardo José Bacião Koloma, antigo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, no quinquénio 2010-2014, falecido quarta-feira, aos 84 anos de idade, vítima de doença, segundo fonte familiar.

Eduardo Koloma foi combatente da luta de libertação nacional, tendo se juntado à Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) em 1967. Foi membro do Comité Central e do Comité Executivo, entre 1968 e 1972.

Formado em Direito pela Universidade Karl Marx, em Leipzig, Alemanha, o malogrado chefiou o grupo de juristas que, em 1991, elaborou o primeiro projecto de Lei Eleitoral no país, um ano depois da aprovação da primeira Constituição da República que estabeleceu, formalmente, o Estado de Direito Democrático. (Fim)

Classifique este item
(0 votes)