EM CABO DELGADO, NAMPULA E NIASSA: Terrorismo gera 240 mil deslocados

Pelo menos 240 mil pessoas estão a viver na condição de deslocados nas províncias de Cabo Delgado, Nampula e Niassa, devido à prevalência do clima de terror que está a ser promovido pelos chamados insurgentes na região central e Norte de Cabo Delgado.

A nossa Reportagem teve acesso ao mais recente registo do número e distribuição de deslocados internos que foi feito pela Organização Internacional para a Migração (OIM), entidade que pertence à Organização das Nações Unidas (ONU), na sequência da situação militar que se vive em alguns distritos da província de Cabo Delgado.

Tal documento mostra que existem pouco mais de 240 mil pessoas que buscaram abrigo em diferentes pontos do país, com realce para distritos até aqui tidos como seguros de Cabo Delgado e nas províncias de Nampula e Niassa.

No total, a província de Cabo Delgado acolhe mais de 227 mil pessoas, seguido de Nampula que até aqui recebeu acima de 7500 deslocados e Niassa com uma estimativa de perto de 250 pessoas deslocadas. Grande parte desta população abandonou as áreas de conflito militar em debandada e está desprovida de meios de sustento.

No caso de Cabo Delgado, os deslocados estão espalhados pelos 17 distritos, sendo o caso mais complexo o da capital provincial, Pemba, que acolhe 46 mil pessoas. A seguir vêm os distritos de Montepuez, Ibo e Metuge que acolhem acima de 25 mil deslocados, cada. O distrito de Ancuabe acolhe cerca de 23 mil pessoas.

Outro distrito que preocupa é o de Mocímboa da Praia que tinha acima de 26 mil deslocados até ao mês de Maio deste ano. Porém, a recolha de dados foi suspensa porque devido à presente situação de insegurança não tem sido possível aceder aos locais de rastreio de deslocados.

Calcula-se que o agravamento das condições de segurança nas últimas três semanas pode ter resultado na dispersão da população e no aumento do número de deslocados nos distritos circunvizinhos, com realce para a cidade de Pemba, sede do distrito de Metuge e Montepuez.

Outros distritos que concentram um grande número de deslocados são os de Palma, com mais de 18 mil pessoas, Mueda tem pouco mais de 15 mil deslocados, Nangade com acima de 11 mil, Muidumbe acolheu perto de 10 mil e Macomia tem um pouco acima de nove mil deslocados. Leia mais...

Texto de Jorge Rungo

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)