Em Foco

Vida volta à normalidade em Pembe

A vida está gradualmente a voltar à normalidade no Posto Administrativo de Pembe, distrito de Homoine, província de Inhambane, semanas após ter experimentado momentos de agitação na sequência da movimentação de homens armados da Renamo.

O clima de desassossego, que atingiu o seu pico entre os dias 1 e 2 de Janeiro último, afectou oito povoados daquele posto administrativo, designadamente Catine, Khomo, Zakanhe, Mbenhane, Chirenguete, Vavate, Ndindane e Vuka.

A população daqueles povoados tinha abandonado as suas zonas para se refugiar na vila de Homoíne e outros distritos circunvizinhos devido aos homens armados da Renamo que estavam a fixar a sua base em Chiguive.

A referida base foi desmantelada na noite do dia 7 de Janeiro pelas Forças de Defesa de Moçambique, estando livre da Renamo.  

Desde a intervenção das forças governamentais, o clima que se vive naquela região é de tranquilidade, sendo que algumas famílias já retomaram as suas actividades normais,facto que a reportagem do domingo testemunhou semana finda. 

É o caso do senhor Arnaldo Xavier Matsimbe, proprietário de uma banca de venda de diversos produtos. “Voltei a trabalhar normalmente, daí que convido às outras pessoas que continuam fugitivas para regressarem e fazerem a sua vida”.

Conversamos, igualmente, com a enfermeira afecta no Centro de Saúde de Pembe, Odete Fabião Paulino, que reforçou que “a região está calma e mesmo as actividades nesta unidade sanitária decorrem normalmente”

A média diária  dos pacientes que procuram assistência médica naquela unidade sanitária, segundo soubemos, é de trinta, número considerado satisfatório tendo em conta a história daquele centro de saúde.

Já na Escola Primária de Pembe os professores vão testemunhando o regresso de crianças que juntamente com os pais ou outros familiares tinham abandonado a região.

A professora Albertina Francisco Mazive disse que grande parte das crianças que havia abandonado a zona já retornou, estando neste momento a frequentar a escola.

O regresso das famílias ao Posto Administrativo de Pembe ocorre num momento em que a vista das machambas proporciona um verde agradável de culturas da primeira época .

É que na região chove regularmente facto que leva as autoridades da agricultura locais a prognosticar uma boa produção nesta campanha.

Refira-se o Governo de Homoíne disponibilizou duas viaturas para o transporte das familias deslocadas, tendo avançado que o processo de retorno é satisfatório, conforme indicou João da Silva Barreto, administrador do distrito acrescentando, entretanto, que ainda existem algumas famílias nos centros de acomodação criados para acolher os deslocados.

 

Aminosse Moisés

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo