Em Foco

Guebuza efectua visita de trabalho à Itália

O Chefe do Estado, Armando Guebuza, inicia a partir desta terça-feira, dia 2 de Dezembro, uma visita de trabalho, de cinco dias, à Itália, onde irá cumprir uma agenda muito apertada que incluirá encontros em separado com Giorgio Napolitano e Matteo Renzi, Presidente e Primeiro-ministro italianos, respectivamente, na perspectiva de avaliar e reforçar os laços de amizade e cooperação entre os dois Estados.

 A visita de Guebuza à Itália surge em resposta a um convite formulado nesse sentido pelo PM italiano Matteo Renzi, aquando da sua visita ao nosso país, em Agosto último, e a mesma insere-se no âmbito das amistosas e históricas relações de cooperação entre os dois países e povos No seu programa de trabalho a Roma está previsto que o Presidente Guebuza mantenha uma série de encontros com figuras políticas e do mundo empresarial, bem como com a comunidade moçambicana residente na Itália. Um dos encontros será com o Director Geral do Fundo das Nações Unidas para Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, bem como com representantes da Comunidade de Santo Egídio.  

Segundo apurou o domingo, o estadista moçambicano deverá ainda visitar o Estado do Vaticano onde deverá ser recebido, em audiência, pelo Papa Francisco e, num outro momento, interagirá com o Secretario do Estado do Vaticano, Pietro Parolin.

Segundo Berta Cossa, directora para Europa e Américas no Ministério dos Negócios Estrangeiros (MINEC), a visita do Presidente Guebuza será igualmente marcada por uma deslocação à região municipal de Reggio Emilia cujo papel no apoio ao Movimento de Libertação de Moçambique contra o regime colonial português é inolvidável e, uma vez lá, manterá encontros com actores relevantes ligados à mesma.

“A Itália tem sido um parceiro consistente para Moçambique e estas relações de amizade e cooperação foram estabelecidas muito antes da independência do nosso país. Estas relações de amizade e cooperação têm se consolidado ao longo do tempo e estão a sair do patamar meramente político para abranger também a vertente económica-empresarial e esperamos interessar mais investidores italianos a virem para o nosso país”, sustentou Berta Cossa, acrescentando que esta visita do PR vai ser mais uma oportunidade para o nosso país expressar o seu reconhecimento e gratidão pelo papel que a Itália tem desempenhado ao longo dos anos e da história de Moçambique.  

Este país europeu tem vindo a canalizar apoio técnico e financeiro ao nosso país em várias áreas de cooperação com destaque para a Agricultura, Saúde, Educação, Obras Públicas e Habitação, Administração Estatal, e ao Orçamento do Estado.

Importa referir que a Itália é o 9º maior investidor em Moçambique com 15 projectos avaliados em cerca de 26 milhões de dólares norte-americanos, isto sem incluir o investimento da companhia italiana ENI que está envolvida na exploração de Hidrocarbonetos na Bacia do Rovuma.

O Chefe do Estado moçambicano faz-se acompanhar nesta visita pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Oldemiro Baloi, pelo Ministro da Agricultura, José Pacheco, pela Ministra dos Recursos Minerais, Esperança Bias, bem como quadros da Presidência da República e do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação. 

José Sixpence, em Roma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo