Editorial

Prorrogação da SAMIM

A prorrogação, por mais 12 meses, do mandato da Missão Militar da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SAMIM) que participa no combate ao terrorismo, na província de Cabo Delgado, é um dos principais acontecimentos que marcaram positivamente a semana finda.

 A decisão foi tomada, quarta-feira, em Kinshasa, República Democrática do Congo (RDC), durante a 42.ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da SADC, depois de analisado o relatório do órgão de Política da Defesa e Segurança, que assinalou avanços significativos na batalha contra o terrorismo, apesar de persistirem ataques esporádicos em determinadas áreas.

No encontro, foi reconhecido o contributo dos países da SADC em recursos humanos e materiais, e, porque houve perda de vidas, a cimeira apresentou condolências aos governos e familiares das nove vítimas mortais do contingente militar da SAMIM.

A prorrogação do mandato da SAMIM é, quanto a nós, um sinal de reafirmação do compromisso assumido pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) de que o terrorismo não se combate isoladamente. Também mostra o esforço diplomático que o Governo moçambicano tem vindo a empreender, nomeadamente, para convencer a região e o mundo que vale a pena participarem na erradicação deste fenómeno, antes que se alastre para outros países. Leia mais…

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo