Editorial

Folgam as divindades onde se honram as mulheres

As mulheres foram criadas por Deus, porque ele não podia estar em todas as coisas, reza um secular provérbio judeu. Deve ser; afinal, a mulher é o único ser vivo que consegue ser muitas coisas numa só unidade. É espectacular. Ela move o mundo. Não é por acaso que Abril é o mês da mulher moçambicana. Semana passada, celebrámos o Dia da Mulher Moçambicana. Oportunidade para o renovar de esperanças por um mundo cada vez melhor.

A efeméride acontece num momento em que várias batalhas se desenrolam um pouco por todo o país. As notícias do dia-a-dia, invariavelmente, lembram-nos que há ainda muito por fazer para que a mulher viva plenamente os seus direitos. Há ainda uma série de desafios por vencer para chegarmos à emancipação da mulher… sendo também verdade que avançámos muito nessa direcção; a paridade alcançada no topo da cadeia de tomada de decisões é um bom indicativo. Moçambique está, portanto, no restrito clube de países que lograram esse feito (paridade do género) nos respectivos Governos. Não é um exercício fácil, considerando a secular secundarização da mulher na sociedade.

Mas também é bom lembrar que ela não se deixa intimidar pela sua sexualidade, nem a esconde das outras pessoas para parecer algo que não é. A mulher sabe que amar a si mesma e ao próprio corpo lhe dá vitalidade. Tem coragem de encarar o seu reflexo no espelho, sorrindo generosamente para ele. Ela é Afrodite, deusa do amor e da beleza…Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo