Editorial

Descentralização e combate à corrupção

Terminahoje o XI Congresso da Frelimo. Durante seis dias, os camaradas avaliaram o desempenho do partido que está no poder, identificaram desafios que persistem no dia-a-dia de governação e projectaram o manifesto eleitoral que, vencendo as eleições gerais de 2019, poderá consubstanciar o programa do Governo.

Ressaltam no programa os desígnios peculiares da Frelimo, associados à consolidação da unidade nacional, preservação da paz e a promoção do bem-estar dos moçambicanos. De forma inusitada, estes desideratos prenderam todo o país na Escola Central do Partido, onde o Congresso teve lugar, pois a própria oposição, a Renamo incluída, mostrou interesse em apurar de que maneira a Frelimo projecta o futuro de toda uma Nação.

E o futuro assenta, pelo teor dos acalorados debates, num circunstancialismo político que junta duas palavras: ponderação e responsabilidade. São elas que irão formatar o futuro, sobretudo no que tange a temas associados à descentralização e paz que dominam a conversa hoje no mundo da política no cenário intra-muros.

Leia mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo