Economia

Standard Bank alarga financiamento ao sector imobiliário

O volume de investimentos do Standard Bank em projectos imobiliários em Moçambique atingiu, este ano, mais de 200 milhões de dólares norte-americanos, como resultado da implementação de um modelo inovador de financiamento realizado por aquela instituição bancária.

Conforme foi revelado, em Maputo, no decurso da Conferência de Investimento Imobiliário em Moçambique, aquelainstituição está envolvida na estruturação, gestão e execução eficiente de empreendimentos comerciais, residenciais e armazéns, particularmente no Município da Matola, em Maputo, na província mineira de Tete e na cidade portuária de Nacala, em Nampula.

Numa apresentação feita durante a Conferência Imobiliária, Ronaldo Toledo, director da Banca de Investimentos do Standard Bank, efectuou uma abordagem sobre a capacidade do banco no financiamento a projectos imobiliários em Moçambique e o desafio da concepção de projectos do sector em meticais.

À margem do encontro, Toledo explicou que se trata de um novo rumo, no qual aquela instituição financeira já implementou com sucesso dois importantes projectos imobiliários em meticais. “Vamos ver se é possível fazer muito mais nesta vertente, usando fundos próprios do país e investi-los na área da construção”, frisou.

O Standard Bank oferece uma solução de financiamento ao sector imobiliário denominada Equity Release, com base na qual o dono duma propriedade comercial recebe o capital de volta, assim que tiver todos os apartamentos ou escritórios alugados.

Segundo ficamos a saber, aquele banco possui vários projectos referentes a casas residenciais, um shopping center, um grande bloco de escritórios para as companhias de petróleo e gás, a serem desenvolvidos nas zonas da Matola, província de Maputo, Tete e Nacala, na província de Nampula.

Importa referir que a Conferência de Investimento Imobiliário em Moçambique reuniu os principais operadores do sector em crescimento no País com o objectivo de identificar as grandes oportunidades de negócio no sector, as sinergias que podem ser estabelecidas pelo desenvolvimento de infra-estruturas, as tendências do mercado hoteleiro, entre outros aspectos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo