DestaqueEconomia

JÚLIO PARRUQUE AO DOMINGO: Desafio é recuperar indústrias paralisadas

Manter o estatuto de maior parque industrial do país através da atracção de mais investidores para a implantação de novas indústrias, bem assim revitalizar as que se encontram paralisadas constituem um dos principais desafios do governador da província de Maputo, Júlio Parruque.

Parruque, em entrevista ao domingo, aborda as grandes realizações da sua governação decorridos cerca de dois anos e meio do seu mandato, incluindo os caminhos que se trilham para a retoma do funcionamento da Vidreira de Moçambique.

A província de Maputo tem o maior parque industrial do país, mas muitas destas indústrias estão inoperacionais. O que está a ser feito para a sua restauração?

A bandeira da província de Maputo é a indústria e não queremos perder esta marca. Estamos a falar da principal fonte de emprego e sustento da população, porque não temos áreas para a exploração mineira, isto é, não temos gás natural, petróleo, ouro ou areias pesadas. Portanto, a indústria continua com larga expressão no Produto Interno Bruto (PIB) da província. A título de exemplo, no exercício económico de 2021 a produção global ascendeu a 335,3 mil milhões de Meticais e a indústria contribuiu com 52,9 por cento. De Janeiro a Setembro o sector industrial contribuiu com 81 por cento do PIB, um crescimento de 10 por cento.

Para além da indústria, o que sustenta o PIB da província?

Maputo-província é das províncias com melhor desempenho do PIB, não só devido à produção da MOZAL, mas também de outras indústrias. Neste sentido, temos a responsabilidade de manter os níveis de produção e produtividade, através da produção industrial. O nosso segundo contribuinte é o sector agrícola com 22,2 por cento.  Leia mais…

Texto de Domingos Nhaúle
domingos.nhaule@snoticicas.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo