DestaqueEconomia

Industrialização é solução para perdas pós-colheita

O programa “Industrializar Moçambique” pode ser uma solução para reverter as perdas pós- -colheita no país, que actualmente se situam em cerca de 70 por cento. Em entrevista ao domingo, Mohamed Valá, director geral do Instituto de Cereais de Moçambique (ICM), explicou que o programa prevê a instalação de indústrias de processamento em diferentes pontos de Moçambique que deverão ser alimentadas pela produção nacional.

Com o mesmo objectivo de redução de perdas o Governo vai adquirir junto da COMETAL silos e armazéns-contentores de 40 pés para a conservação e posterior comercialização dos produtos agrícolas.

Neste momento, a principal causa das perdas pós-colheita são pragas e humidade, derivada das precárias condições de conservação dos produtos.

No caso de milho, dependendo da forma de conservação as perdas chegam a atingir 18 por cento, 15 por cento, leguminosas e 38 por cento para hortícolas, com destaque para o tomate.

Para fazer face à situação, os armazéns-contentores e silos a serem construídos pela COMETAL estarão equipados de sensores de temperatura e humidade, sistema de frio, portas adequadas para escoamento e outras funcionalidades.

domingo soube que o Governo vai adquirir mais de 400 armazéns-contentores e silos, com capacidade para acondicionar cerca de 700 mil toneladas, através do projecto SUSTENTA.

Estes equipamentos serão alocados aos distritos com grande potencial de produção agrícola para assegurar a conservação e comercialização dos produtos.

Prevê-se, igualmente, a aquisição de contentores-quiosques que servirão de lojas para o armazenamento e comercialização de insumos agrícolas para que os pequenos produtores deixem de percorrer longas distâncias para aceder a estes produtos. Amade Camal, director geral da COMETAL, que falava durante a visita do ministro da Indústria e Comércio, Carlos Mesquita, disse que se optou pela montagem de armazéns-contentores para mitigar as dificuldades que os agricultores enfrentam para conservar os excedentes agrícolas. Leia mais…

Texto de Idnórcio Muchanga
idnórcio.muchanga@snoticias.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo