DestaqueEconomia

Fábrica processa 1100 toneladas de mandioca por ano

A unidade de processamento de mandioca, criada pela Cooperativa Josina Machel, no distrito de Inharrime, em Inhambane, tem capacidade para processar cerca de 1100 toneladas por ano. Do processamento sai tapioca fina, grossa e leite , além de pão, biscoitos e chips.

A cooperativa tem uma machamba de cerca de 15 hectares, onde consegue colher mais de 20 mil toneladas de mandioca por ano e compra outras quantidades nas comunidades circunvizinhas ao preço de três meticais por quilograma para abastecer a fábrica.

“Queremos aumentar a capacidade de processamento para 1800 toneladas/ano. Também temos o desafio de conseguir transporte para facilitar o escoamento da matéria-prima”, disse Olinda Sebastião, secretaria da cooperativa.

Esta informação foi adas a Jyotsna Puri, vice-presidente associada do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) durante a visita que está a efectur à província de Inhambane para se inteirar da implementação dos projectos financiados pela instituição.

Num outro momento, Puri foi ao mercado de mandioca e outros produtos Agrícolas, localizado em Madendere, na província de Gaza. Neste local, foram investidos 17.6 milhões de Meticais, incluindo a abertura de um furo multifuncional e uma loja de insumos.

Este local chega a receber, em tempos de pico, cerca de 400 vendedores de produtos diversos por dia e 90 revendedores oriundos de diversos pontos do país. São comercializadas 50 toneladas de Mandioca fresca por dia e mais de oito mil toneladas por ano.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo