Economia

Diálogo com o Governo

A Associação das Pequenas e Médias Empresas esteve reunida, semana finda, em Maputo, com o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, para falar da sua agremiação e propor a criação de uma plataforma de diálogo entre o Governo e o sector privado, onde seriam abordadas matérias ligadas às PME´s.

Carlos Agostinho do Rosário disse, na ocasião, que o Plano Quinquenal do Governo é feito através de parcerias. A aposta é fazer com que os actores principais da economia, nomeadamente, o sector privado, ajam rapidamente.

“Ter uma associação de PME´s organizada e estruturada em todo o país seria muito bom. Este é o desafio. Saber quem é quem, para podermos lançar políticas adequadas, conhecer os actores ligados a cada sector. Temos que saber com quem estamos a falar e como vamos estruturar as políticas”, sublinhou.

Acrescentou que o Governo está aberto ao diálogo, desde que a associação esteja bem organizada. “Não há nenhum problema em fazer um diálogo estruturado com enfoque para as PME´s. Só com esta estrutura e organização podemos atacar parcerias”. 

Por seu turno, o Ministro da Indústria e Comércio, Max Tonela, também presente no encontro, disse que uma das apostas do governo é aumentar a produção e a produtividade, assegurar o aumento do emprego e da renda dos moçambicanos, daí que deve contar com o sector privado.

Outra aposta do Governo será a simplificação de procedimentos com vista a permitir que as empresas sejam mais competitivas, o que torna as suas transacções menos onerosas.

“As PME´s é que asseguram a concretização do emprego. Vemos nessa iniciativa uma situação de complementaridade. Estamos abertos, disponíveis e interessados para ver bem-sucedida a iniciativa e a criação da plataforma para permitir que em conjunto possamos eliminar as barreiras que existem”, concluiu Tonela. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo