DestaqueEconomia

CTA propõe saídas para uso das praias

A interdição das praias está a tirar sono à Confederação das Associações Económicas (CTA), por considerar que os turistas vêm a Moçambique por causa das estâncias balneares paradisíacas que fazem parte das paisagens do país.

Segundo o presidente do pelouro do Turismo, Hotelaria e Restauração desta agremiação, Mohamed Abdullah, a partir do momento em que se restringe este tipo de turismo há uma cadeia de situações que se despolecta, o que cria transtornos e prejuízos para este sector e não só.

“Os prejuízos estendem-se para outras áreas por ser um sector inclusivo. O turismo mexe com a economia do país. Nós como CTA temos de fazer chegar esta nossa preocupação a quem de direito, sem pôr em causa a nossa saúde”.

Com vista a ultrapassar a questão da abertura das praias, a CTA propõe a abertura das praias de segunda à sexta-feira por entender que quem frequenta estes locais durante a semana é turista, pode ser nacional ou internacional.

A segunda proposta é que se permita que os utentes daquelas estâncias que tenham ligação directa com a praia, desde que apresentem comprovativo de hospedagem, tenham a possibilidade de usar a praia. Com isso, será fácil controlar os banhistas e o turismo não estará completamente paralisado. Leia mais…

Texto de Angelina Mahumane
angelina.mahumane@snoticias.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo