DestaqueEconomia

CRESCIMENTO ECONÓMICO: Indústria extractiva volta a ser crucial em 2022

A indústria extractiva voltará, em 2022, a ser determinante para o crescimento económico, cujas previsões apontam para 2,9 por cento. Apesar das incertezas geradas pela actual conjuntura da covid-19, este sector deverá crescer em 4,1 por cento.

Esta tendência será influenciada pela exploração de areias pesadas, carvão mineral, rubis, ouro e grafite e a entrada em funcionamento de mais duas minas auríferas, sendo uma no distrito de Manica, província do mesmo nome, e outra em Memba, em Nampula.

No sector de hidrocarbonetos prevê-se que a conclusão da construção da plataforma flutuante de Gás Natural Liquefeito (GNL), da Área 4 da bacia do Rovuma, venha também a contribuir para o crescimento.

Segundo a proposta do Plano Económico e Social e Orçamento do Estado para 2022, documento recentemente submetido à Assembleia da República, a produção das areias pesadas (Ilmenite, zircão e rutilo) deverá registar uma evolução considerável após a retoma das actividades pela empresa Haiyu Miningem em uma das suas concessões que estava paralisada desde inícios deste ano.

Além disso, espera-se um aumento da produção nas minas de Larde, como resultado do melhoramento das suas capacidades técnicas e crescimento da procura no mercado internacional.  Leia mais…

Texto de Idnórcio Muchanga
idnórcio.muchanga@snoticias.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo