DestaqueEconomia

APESAR DA COVID-19: Indicadores da bolsa têm resultados positivos

O mercado de capitais, composto pela Bolsa de Valores de Moçambique (BVM), sociedades corretoras e outras instituições financeiras autorizadas, não ficou imune às consequências negativas da pandemia do novo coronavírus.

Mas, segundo o presidente do Conselho de Administração da BVM, Salim Valá, este sector mostrou alguma resiliência em muitos dos seus indicadores, apresentando uma evolução positiva nos indicadores mais importantes do mercado bolsista.

Contrariamente, o único indicador que apresentou uma evolução negativa foi o número de títulos cotados na BVM que registou uma queda de -2,3 por cento, uma vez que em 2019 havia 57 títulos cotados e actualmente são 56.

Valá disse que de Dezembro de 2019 até Novembro deste ano a capitalização bolsista cresceu 16,5 por cento ao passar de 139 milhões de Meticais para os actuais cerca de 118 mil milhões.

O rácio de capitalização bolsista, que actualmente representa 17,8 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), teve um crescimento de 17,8 por cento contra os 15 por cento do final de 2019. Enquanto isso, o volume de negócios registou um crescimento de 66,5 por cento ao passar de pouco mais de cinco mil milhões no final de 2019 para mais de oito mil milhões de Meticais actualmente. Leia mais…

Angelina Mahumane
angelina.mahumane@snoticias.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo