DestaqueNacional

Supremo já não é “cemitério” de processos

– afirma Adelino Muchanga, presidente do Tribunal Supremo

O Tribunal Supremo (TS) já não é “cemitério” de processos. O tempo de tramitação reduziu significativamente tendo passado dos anteriores três anos para cerca de 9 a 12 meses, garantiu ao domingo Adelino Muchanga, presidente do órgão, esclarecendo que os Tribunais Superiores de Recurso (TSR) aliviaram a pressão, acelerando o movimento processual.

Muchanga, mesmo assim, não se dá por satisfeito e trabalha para a nomeação de mais juízes desembargadores, a par da criação de mais secções nos TSR.Leia mais…

TEXTO DE DOMINGOS NHAÚLE

domingos.nhaule@snoticicas.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo