Desporto

Voleibol goza de boa saúde

Praticado nos escalões de juvenis, juniores e seniores, na Cidade de Nampula, Namialo, Nacala, Ilha de Moçambique e Monapo, a modalidade de voleibol, uma das definidas 

pelo Governo como prioritárias, goza de boa saúde, considera o respectivo presidente da Associação Provincial, João Salatiel, entrevistado aqui em Maputo, embora lamente por não receber dinheiro da Federação Moçambicana de Voleibol (FMV) e da Direcção Provincial da Juventude e Desportos.

Apesar de abundarem praias em Nampula, a província ainda não pratica vólei de praia, especialidade que serve de bandeira da FMV, presidida por Camilo Antão. As razões são aqui explicadas pelo presidente da associação, que são essencialmente de falta de dinheiro.

“O vólei de praia tem orientação diferente da do voleibol de sala. Para a prática de vólei de praia há que se reunir muitos aspectos, para além dos técnicos. Tradicionalmente tem de ser premiado monetariamente, de forma individual, o que não acontece com o de sala, cuja premiação é por medalhas e por equipas. Nós não temos dinheiro para premiação e deslocações às praias, nem patrocinadores para suportar essas despesas.”

Há três anos tentou-se construir campo de vólei de praia na Escola Secundária de Nampula, mas “depois faltou-nos dinheiro para o transporte de areia. O campo está lá. Estamos a precisar de alguém que nos patrocine dez carradas de areia.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo