Desporto

Vamos arriscar tudo no CAN-Interno

João Chissano, seleccionador nacional dos Mambas, considerou a premiação da mCel pela qualificação à fase final do CAN-Interno, que se realiza em Janeiro de 2014, na África do Sul, de algo estimulante que faz acrescer a responsabilidade de cada premiado.

O sorteio realizado semana finda ditou que Moçambique vai enfrentar na fase final as selecções nacionais da África do Sul, Nigéria e Mali. 

O Grupo B junta as selecções nacionais do Zimbabwe, Uganda, Burkina Faso e Marrocos. Ghana, Líbia, Etiópia e Congo Brazaville estão no Grupo C, enquanto o Grupo D é constituído por RDCongo, Gabão, Burundi e Mauritânia.

“A premiação é estimulante. É reconhecimento do nosso trabalho. Aumenta a nossa responsabilidade. Demonstra que há muitas pessoas a apreciarem o nosso trabalho”,disse João Chissano em declarações ao domingo, logo depois da cerimónia em que cada elemento da Selecção Nacional, incluindo o roupeiro, recebeu um telefone da mCel.

 “Faremos tudo para que a nossa prestação na África do Sul seja melhor que as outras”, disse o seleccionador, para quem será imperioso que a preparação corresponda a esse ensejo.

 “Queremos uma preparação condigna de quem vai para uma fase final. Vamos respeitar tudo que for disponibilizado, a pensar num bom resultado. Acreditamos nisso. Vamos arriscar tudo, até porque não temos nada a perder”, vincou.

Recordar que a qualificação de Moçambique para a fase final do CAN-Interno (prova reservada aos jogadores africanos que actuam em clubes dos respectivos países) teve sabor especial por resultar de dois empates com o nosso adversário de estimação, Angola, 0-0, em Maputo, e 1-1, em terras angolanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo