Desporto

Ensaio para Afrobasket e Jogos Africanos

A Selecção Nacional de Basquetebol de Moçambique, em seniores masculinos, termina esta tarde, em Wembley, a sua participação no Torneio Internacional da modalidade, que decorre em Joanesburgo, na África do Sul, desde a quinta-feira passada, com a participação de mais três selecções africanas (África do Sul, Quénia e Nigéria).

Apesar de se reconhecer a importância das vitórias, a verdade é que Moçambique está neste torneio ao que tudo indica preocupado em dar os primeiros passos rumo à organização do conjunto que disputará o Afrobasket, Tunísia-2015, bem como os XI Jogos Africanos, Brazzaville-2015, eventos agendados para os próximos meses de Agosto e Setembro, respectivamente.

É por essa razão que a equipa que o selecionador nacional, Horácio Martins, levou a Joanesburgo, seja muito diferente daquela que em Fevereiro disputou com Botswana – vitórias em Maputo (61-40) e Gaborone (69-68) – a única eliminatória de acesso a estes dois eventos continentais.

Aliás, um dos adversários presentes merece todo respeito, nomeadamente a Nigéria, que há quatro anos, em pleno pavilhão do Maxaquene, venceu Moçambique na final dos X Jogos Africanos Maputo-2011. 

Dos 12 atletas que estão a defender as cores nacionais neste evento – estiveram em grande nível na vitória sobre a selecção anfitriã por claros 57-80 – apenas seis resistiram, nomeadamente Ermelindo Novela, Francisco Macaringue (principal responsável pela vitória em Gaborone), Hugo Martins, Ivan Cossa, Helton Ubisse e Ivan Machava.

E ao grupo juntaram-se alguns mais experimentados a grandes palcos como são os casos de Octávio Magoliço, Samora Mucavel, os irmãos Augusto e Pio Matos – já foi homem do jogo na partida inaugural – Custódio Muchate, todos eles presentes no Afrobasket da Costa do Marfim, e Joaquim Marques.

Ainda estamos longe da selecção definitiva  

O selecionador nacional, Horácio Martins, diz que ainda há muito trabalho pela frente até a constituição da equipa que representará o país no Afrobasket-2015 e nos XI Jogos Africanos, Brazzaville-2015.

– Estamos no início da preparação, muito longe da selecção definitiva. Quero com isso dizer que ainda vai-se fazer mais selecções até encontrarmos os que poderão fazer parte da convocatória final. Há jogadores que ficaram de fora deste grupo porque estou a procurar testar mais atletas e fazerem melhores combinações entre eles.

De acordo com Horácio Martins, o mais provável é que a selecção definitiva saia dentro de três meses até porque nesse período ainda teremos a Liga Nacional de Basquetebol.

– Daqui a pouco teremos a Liga Nacional de Basquetebol que servirá igualmente para testar, ou melhor, observar os atletas que podem fazer parte do grupo final. Acredito que daqui a mais dois ou três meses talvez teremos uma selecção próxima daquela que se levará a estas duas competições.

O treinador disse ainda que todo jogador moçambicano tem possibilidade de integrar este grupo, por isso durante esse período que antecede estes dois eventos uns podem entrar e outros saírem até definir-se a equipa que se pretende.

Atanásio Zandamela, em Joanesburgo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo