Bula Bula

Roubar Direito dá cadeia!

Bula-bula acredita piamente que as gerações vindouras irão acusar-nos de sermos demasiado ficcionistas. Que metade das histórias que hoje grafamos são balelas. Infelizmente, será assim que seremos vistos. Infelizmente…

A história que se segue é tão real que beira a insanidade; parece uma “inventona” saída de uma cabeça tão criativa, mas tão criativa que fica difícil engolir… mas é verdadeira – como todas as histórias que Bula-bula partilha aqui… Moçambique, palavra de honra, precisa de ser estudado.

Então esta semana que passou, um jovem lá pelas bandas de Socimol (Maputo) entrou a socapa numa casa e, sem pejo nenhum, juntou alguns bens alheios num enorme lençol (também surripiado). Pratos, talheres, uma cueca, uma batedeira e uns quantos livros… encheram o bucho do patife.

Depois, como quem vai a uma feira de gastronomia, meteu-se estrada fora com um sorriso maroto. Os que o viram caminhar dizem que quase não pisava o chão. Estava tão leve saboreando por antecipação o dinheiro que iria amealhar com o produto do roubo.

Entretanto, como se sabe, o crime não compensa e a justiça, por mais lenta que seja, acaba mordendo os calos dos salafrários. E foi o que aconteceu com o larápio de meia tigela: foi apanhado com a mão na massa… tentando vender alguns livros numa paragem então cheia de jovens estudantes. Faro de bandido… percebeu que entre aqueles que lutavam para apanhar “chapa-100” havia estudantes…

Ora, foi aí onde a porca torceu a pata. Os donos da casa assaltada já haviam dado o alarme… e o patife foi apanhado. O interessante nisto tudo é que o larápio havia fanado alguns livros de Direito, incluindo o Código Penal actualizado, entre outra literatura ligada às leis.

O que Bula-bula não sabe é se o juiz que vai tomar conta do assunto usará o mesmo código (o Código Penal actualizado) ou irá usar um bem mais antigo…

Azar dos azares, o patife nunca mais voltará a entrar em casa alheia… muito menos a de um estudante de Direito (como foi o caso)!

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo