Bula Bula

O mal está instalado!

Bula-bula ainda está absorto. Um misto de incredulidade e medo apossou-se do normalmente cândido e tranquilo Bula-Bula. O choque foi e continua avassalador. Alguma coisa errada não está certa, como diria o outro… mas o vídeo é esclarecedor!

Filosofias à parte, há uma geração – a que vai herdar tudo o que foi construído até agora – de pessoas disfuncionais. São um perigo para a humanidade. Pior, vão dominar o mundo: se não for pelo número – porque são muitos – vai ser pela experiência que vêm acumulando.

Um vídeo andou pelas redes sociais ao longo da semana. Mostra um grupo de cinco meninas (a sexta é a que filma o cenário) que se debate com umas garrafitas de uma zurrapa qualquer. Pelo desenho da garrafa dá para adivinhar que é coisa pesada. Um líquido altamente “escravizante”. Todos nós conhecemos alguém que se perdeu por causa daquele líquido.

As imagens não são precisas, mas pelo cuidado que têm (nota-se pelos olhares) mais os recipientes para onde transferem as bebidas, devem estar numa escola qualquer. Fazem-no com gestos que denunciam uma prática reiterada. Aquele vídeo é apenas testemunho de uma coisa rotineira entre elas. São crianças que se julgam adultas…

As consequências são várias… desde as mazelas que os seus corpos ainda em formação irão sofrer até actos de violação (outro vídeo de há duas semanas mostrou duas meninas embriagadíssimas que mal gesticulavam e que foram abusadas sexualmente).

Não se pode continuar a fingir que o problema não existe. É sério. As meninas e os meninos estão a beber ao desbarato. Bula-bula que vive num desses bairros de “expansão” assiste quase todos os dias meninas cambaleantes, tropeçando nos próprios pés e bastas vezes em trajes “microscópicos”, soltando estridentes gargalhadas reveladoras do seu estado de embriaguez.

O mal está instalado. Urge que se faça alguma coisa para salvar as vítimas presentes e o futuro do nosso país. Estes futuros donos do país são disfuncionais. A doença precisa de remédio que amarga, mas que cura.

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo