Bula Bula

Em casa de ferreiro, espeto de pau

Aser verdade é de bradar aos céus. A cena caiu no goto de Bula-bula com efeitos de uma bomba de neutrões… e não podia ser de outro jeito se tivermos em linha de conta aquilo que são práticas mais ou menos generalizadas em ambientes democráticos.

É isso. Há cargos que pela sua importância estratégica para as organizações verdadeiramente democráticas… e é isso que se espera de um partido político; que seja verdadeiramente exemplo de democracia.

Ora, o que nos chegou às mãos – e Bula-bula não inventa – é que o secretário- -geral de um partido (por acaso o segundo maior do nosso país), o bonacheirão do Magibire já não é mais uma “perdiz” de eleição. O presidente perdigoto, num rompante, mandou-o para outra freguesia, como quem aperta um furúnculo.

O despacho é lacónico: ”… exonero o membro André Joaquim Magibire do cargo de secretário-geral do partido Renamo”, ipsis verb.

Sem querer meter o dedo em seara alheia, Bula-bula fica com uma pulga atrás da orelha quando acontece algo do género; ainda por cima, ao que parece, foi por causa de um pouco de alegria do bom do Magibire nas celebrações do dia da cidade de Quelimane… mas dia de festa não se presta também a uma alegriazita? Leia mais… 

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo