Bula Bula

E então o que se disse do pepino?

Um profissional é aquele que faz o seu melhor trabalho quando menos vontade tem de o fazer. Repare-se na pose do agente da Lei e (des)ordem. Pose marcial. 

De impor respeito. Agora atente-se na entrega ao trabalho das crianças. Então não se disse que é de pequeno que se torce o pepino? Então toca a trabalhar malandros que o dia não espera. Essa coisa de Direitos da Criança é lá para outras freguesias. Aqui mando eu… por isso nada de palhaçada. Quero o carro lavadinho que nem uma folha de alface antes de ir para a mesa. Esse parece ser o pensamento do policial que vigia atentamente o trabalho infantil. Aristóteles ensinou que o prazer no trabalho aperfeiçoa a obra. Toca a trabalhar meninos que o titio não está para brincadeiras e tem de ir prender alguns badamecos por ai… e viva os Direitos da Criança sabiamente defendidos pelo nosso agente, sem nos esquecermos que ainda estamos em Junho, o mês da criança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo