Artes & Letras

Kakana canta Serenata em noite especial

Na noite da última sexta-feira, fomos ao Centro Cultural Universitário assistir espectáculo do lançamento do primeiro disco da banda Kakana, Serenata.

Não parecia concerto. Soava a um poema que era declamado através dos corpos em palco. E na verdade não foi apenas um concerto. Foi sim, um espectáculo com diversidades que fizeram as duas horas passarem sem que nos déssemos conta. Houve poesia, dança, desfile de moda e muita alegria pelo surgimento do primeiro disco da banda Kakana.

Dany Ripanga e Nilza Manjate, apresentadores  da noite, anunciaram a banda Kakana. O pano deslizou para o lado deixando à vista uma mulher, Yolanda, que estava radiante. Não apenas pela voz, mas também pela maneira como vestira. Do seu lado, estavam os restantes membros da banda, incluindo seu marido, colega e companheiro das jornadas de composição e interpretação, Jimmy Gwaza.

A banda Kakana tomou conta do palco composta por Yolanda – voz; Jimmy Gwaza – guitarra, Djivas – guitarra, Sacres- viola baixo; Abacilar – saxofone; Raimundo – teclados, Figueiredo – teclado; Samito –percussão; Quinzinho – bateria e percussão; Stélio – bateria; Mutema. Dos  coristas, o destaque foi para   Gina, Abel que não só emprestaram suas vozes, como dançaram.

À música juntou-se a dança, executada com mestria pela coreógrafa Maria Helena Pinto, poesia declamada por  Tina Mucavel, moda através do desfile de oito modelos de uma academia de moda em busca de espaço.

O palco estava ornamentado, transmitindo a ideia de um jardim botânico. Estava bonito. O único senão eram as flores postas em frente ao palco que tiravam certa visibilidade aos espectadores sentados nas laterais.

O som esteve bom com alguma oscilação no início. Entretanto, acabou sendo acertado para a satisfação da plateia.

Outro reparo a fazer sobre o concerto, foi a venda excessiva de bilhetes, o que pressupôs arranjos à última hora para acomodar aos muitos espectadores que queriam ver, ouvir e dançar Serenata de Kakana.

Mas no comput geral, a Kakana Eventos que produziu o espectáculos, está de parabéns.

CONVIDADOS SEM LIMITAÇÕES

Para fazer a festa do lançamento, Kakana convidou um naipe de artistas com significância para a sua trajectória artística. O primeiro a subir ao palco foi João Cabaço, que sereno, começou por representar, isto é, cantar através dos movimentos e contaminação gestual que fazia com Yolanda, em frente aos microfones. Cabaço emocionou-se e lhe caíram lágrimas. Fez um belíssimo dueto com Yolanda, pessoa pela qual Cabaço tem muita estima e deposita confiança a nível musical.

Moreira Chonguiça veio do meio do público e soprou para Yolanda encaixar a doce voz. E assim terminava a primeira parte de músicas mais calmas. Aliás, a mudança do ritmo da música, veio com o novo visual da líder vocal, que trocou o vestido dourado por um vermelho. Simba entrou dinâmico e agitou o palco e a plateia. Eufórico e dono da sua voz, Simba entrou e fez a rima das palavras que clamam paz, amor e bem estar de todos.

Arone Samsone, músico e pai do guitarrista Jimmy Gwaza, subiu ao palco e cantou Karimanhana. Desfilavam assim em palco, o pai ( Arone Samsone), o filho (Jimmy Gwaza) e a nora (Yolanda).

Dos temas cantados, num total quinze, aliás número das faixas musicais do disco Serenata, destacaram-se  Mufohli; Xiluva; Wake up, Madlaissana; Sohura; Nikarate, Serenata, Pokito.

O jovem Mário Júnior, convidado pela Yolanda, tocou guitarra e cantou Aleluia. Aliás, a própria Yolanda  fez questão de dizer que Mário era uma promessa futura na música moçambicana. Para surpreender a plateia, Yolanda tocou guitarra, mostrando outras habilidades.

Sobre a banda Kakana, há que fazer referência da sua criação em 2004 pelo casal Yolanda e Jimmy Gwaza. Em casas de pasto, conferências, casamentos, e outros sítios, eles foram crescendo e o resultado das incansáveis jornadas é o disco Serenata, composto por quinze músicas que granjearam reconhecimento e prémios nos vários concursos musicais.

 

Frederico Jamisse

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo