Artes & Letras

Feira do livro na Minerva Central

A livraria Minerva Central celebra amanhã, dia 14 de Abril, o seu 106.º aniversário. Por ocasião da data, será aberta, no dia 17 do mês corrente, uma feira, onde serão vendidos livros a preços promocionais.

A feira que vai na 79.ª edição, decorrerá entre 17 e 30 de Abril, tendo como tema a Comunicação. Os actos inaugurais da Feira do Livro, no dia 17 de Abril, às 18h, na sede da Minerva, contarão com as presenças do Ministro da Cultura, dos escritores Ungulani Ba Ka Khosa, Juvenal Bucuane, Paulina Chiziane entre outros. Durante a Feira do Livro, estarão expostos cerca de 2000 novos títulos, entre ficção e não ficção, de autores nacionais e estrangeiros.

Fundada em 1908 por João António de Carvalho, a Minerva é das mais antigas instituições em Moçambique.

Actualmente actua em quatro áreas de negócio (livraria, gráfica, papelaria e informática) e tem, progressivamente, expandido a sua presença pelo país, tendo lojas em Maputo, Matola, Beira e Nampula.

LANÇAMENTO DE LIVROS DURANTE A FEIRA

Durante a feira serão lançados os livros “A Formiga Juju e o Professor Mosquito”, de Cristiana Pereira e Walter Zand, no dia 25 de Abril, Dia Mundial da Malária; “A Lua de N’weti”, estreia de Sónia Sultuane em publicações para a infância, no dia 26 de Abril;  “Assessoria de Imprensa. Ferramentas Essenciais para Cerimónias Oficiais”, de Marlene Magaia, no dia 24 de Abril e um livro de contabilidade, de José Farinha, no dia 25 de Abril.  Haverá no dia 18 de Abril, uma conferência intitulada “Moçambique, 2014: O que está a acontecer às nossas línguas” a ser proferida por Pérpetua Gonçalves, uma reflexão sobre as línguas nacionais.

Várias actividades com contadores de histórias e animadores para a infância irão acontecer ao longo de toda a Feira na Fortaleza de Maputo e uma sessão de debates com a paticipação de alunos do ensino secundário, no dia 19 de Abril.

A Livraria Minerva homenageará este ano o autor Ungulani Ba Ka Khosa, depois de no ano passado ter homenageado o autor de “Nós Matámos o Cão-Tinhoso”, Luís Bernardo Honwana. Com esta iniciativa, a Minerva pretende reconhecer o contributo dos autores moçambicanos na produção literária nacional e, de um modo geral, à cultura. A homenagem consiste no oferecimento de um diploma e de um objecto, numa sessão em que o público leitor é convidado a dialogar com o homenageado sobre os seus livros e o seu percurso como escritor.

No dia 23 de Abril, Dia Mundial do Livro, a Minerva organizará uma sessão de declamação de poesia, música acústica e conversa com escritores, em colaboração com os Poetas d’Alma – ICMA, movimento que anima o meio literário de Maputo com sessões mensais de declamação há dez anos.

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

Um concurso de fotografia “Eu e o Meu Livro” integrará as acções da Feira. O público leitor é convidado a fotografar um livro ou um leitor a ler e um júri constituido por fotógrafos nacionais avaliará as fotografias, que posteriormente serão expostas na Fortaleza de Maputo.

A Feira do livro da Minerva será realizada em parceria com a Editorial Ndjira, a Sociedade Moçambicana de Debates, os Poetas d’Alma – ICMA, o projecto Formiga Juju, a Associação dos Escritores Moçambicanos, o Conselho Municipal de Maputo e a Universidade Eduardo Mondlane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo