Política

    Desporto

      Nacional

        Sociedade

          Cultura

            Câmbio

            Moeda Compra Venda
            USD 59,96 61,15
            ZAR 4,17 4,25
            EUR 68,7 70,06

            19.10.201Banco de Moçambique

            A cantora moçambicana, Neyma Alfredo, lançou, há dias, em Maputo, produtos licenciados da sua marca Neyma, nomeadamente, botas, sandálias, cadernos, canetas, 

            acompanhados de um single dedicado ao mundo infantil.

            A marca infantil é recriação das características que a cantora considera importantes e fundamentais para os seus próprios filhos. “A verdadeira educação não é criada na sala de aulas da escola, mas também no ambiente da vida. A educação deve estar inserida em toda a atmosfera envolvente da criança e ser identificada como propriedade por todos os que participam do seu dia-a-dia”, disse a cantora.

            Neyma comprometeu-se a trabalhar arduamente para desenvolver e oferecer os melhores produtos, serviços e projectos, todos destinados a melhorar a vida das crianças moçambicanas. “As crianças precisam de melhores condições de vida, suporte e ferramentas para aprender a dar o seu melhor e atingir os seus objectivos com o seu próprio potencial, encontrando um futuro melhor para si”, sublinhou.

            Acrescentou que com o projecto pretendia apoiar e influenciar os jovens a terem a consciência e capacidade de fazer as escolhas certas em suas vidas e acreditar que merecem ter uma vida mais digna.

            No que concerne ao primeiro single infantil da Neyma, intitulado “Parabéns”, a letra da música foi assinada pela cantora e sua filha Yumna. Contou ainda com a produção do cantor moçambicano G2. Este é o primeiro passo de projecto musical dirigido aos pequenos fãs da artista.

            Por sua vez, a cantora Liloca, que se fez presente no evento, louvou a iniciativa de sua colega e defendeu que a mesma era necessária, pois só assim as crianças poderão evitar apegar-se às marcas infantis estrangeiras, como é o caso da famosa Hannah Montana, Barbie, entre outras.

            De notar que a cantora desenhou o projecto há mais de seis anos e fora recusado inúmeras vezes por potenciais patrocinadores, até que conseguiu, por meios próprios lançá-la.