Redacção

Duas cidadãs estrangeiras encontram-se detidas na cidade de Maputo indiciadas da prática do crime de parto suposto e substituição de recém-nascido, bem como falsas declarações relativas ao nascimento e descaminho de menor, previstos nos artigos 208, 209 e 212 do Código Penal em vigor em Moçambique.

Conforme soube o domingo, a história inédita envolveuma cidadã de origem nigeriana, residente em Moçambique há cinco anos, que terá supostamente dado de “aluguer” a sua barriga para a gestação de uma criança, através de inseminação artificial, “contratada” por uma mulher sul-africana.

Conta-se que, através de um sítio de Internet, a nigeriana terá anunciado a sua disposição de servir de “barriga de aluguer”, tendo atraído as atenções de um casal sul-africano que pretendia ter mais um filho, mas que a esposa não pode mais conceber.

A nigeriana, mãe de quatro filhos e há algum tempo abandonada pelo respectivo marido, com a mesma nacionalidade, terá viajado para a vizinha África do Sul a fim de receber os espermatozóides.

Leia mais...

 

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,39 59,56
ZAR 3,97 4,01
EUR 66,59 67,93

19.08.201Banco de Moçambique