O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, e o Rei do eSwatini, Mswati III, manifestaram o comprometimento de sanar a breve trecho os pendentes relacionados com a partilha de recursos hídricos, energia, transporte de mercadorias, agricultura, entre outros, na perspetiva de alavancar as economias dos respectivos países.

O compromisso foi expresso por ocasião da visita de Estado que Filipe Nyusi efectua àquele país vizinho iniciada sexta-feira e que termina hoje.

A população do vizinho reino do eSwatini, cerca de 1 milhão e 200 mil habitantes, e mais de seis mil compatriotas vestiram-se de pompa e circunstância para receber o ilustre visitante moçambicano que para lá se deslocara em resposta ao convite do Rei Mswati III formulado ano passado.

Para o efeito, os suázis não fugiram à velha máxima segundo a qual é preciso “limpar bem a casa para que a visita a encontre limpa”. Contudo, não faltaram em algumas artérias da cidade de Mbabane contentores de lixo a transbordar fazendo-nos lembrar as cidades do nosso país.

As ruas ficaram repletas de gente que se dirigia ao aeroporto de Matsapha para receber Filipe Nyusi. Entre vários grupos, chamou-nos atenção o de jovens do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 18 e 20 anos, vestidas de forma rigorosa e tradicional como se estivessem a dirigir-se para o ritual de Lhanga.

Texto de Domingos Nhaúle, em eSwatini

Leia mais...

 
Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 199 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas