“Não se preocupem em juntar riquezas neste mundo, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões assaltam e roubam” Mateus 6:19

Inspirado num artigo da autoria do respeitável e venerável Reverendo Marcos Efraim Macamo, com o cabeçalho: “Pentecostalismo e Presbiterianismo (1)”, publicado no Jornal “Notícias” do dia 6 do corrente mês (página 25), o mesmo levou-me a meditar na perversão, não duma determinada facção religiosa em particular mas da igreja no seu todo. Igreja fundada por Jesus Cristo, lá na terra que prometera a Abraão e sua descendência. Igreja conhecida por “Corpus Mysticum” ou  Corpo Místico de Cristo ou mais genericamente Corpo de Cristo  conforme nos fala o apóstolo Paulo na sua primeira carta aos Coríntios, (1 Coríntios 12:12-14), igreja trazida mais tarde para nós, africanos, em particular, no I século no Egipto, quando Marcos, (não o Efraim), mas o evangelista, começou a Igreja Ortodoxa de Alexandria por volta do ano 43 e até ao fim do II Século na região em torno de Cartagopor Tertuliano,  Clemente de Alexandria e Atanásio também de Alexandria,  OrígenesCipriano de Cartago,  e Agostinho de Hipona. Depois os missionários, através das suas missões, encarregaram-se de expandi-la para mais continentes. Missões, que eram iniciativas religiosas destinadas a propagarem os princípios do cristianismo entre os povos, baseando em concepções da teologiacristã e em imitação do ministério de Jesus Cristo,em cumprimento do mandamento dado por Ele aos seus apóstolos para pregarem o Evangelho pelo mundo: Toda a autoridade me foi dada no Céu e na Terra: Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, baptizando-os em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo” ‒ (Mateus 28:18-19). 

Por Kandiyane Wa Matuva Kandiya

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique