O lugar onde nascemos ou estamos determina quais os petiscos a serem degustados. Portanto, os melhores manjares não são necessariamente aqueles que o dinheiro pode comprar, mas somente por se ter nascido num determinado lugar; por ser filho ou protegido de fulano ou beltrano. Ademais, a base de uma determinada cultura gastronómica é sempre a carência. Quem inventaria bife trinchado se pudesse comer o lombo de vaca?

A criatividade caseira ou não resulta dessa imperiosa necessidade biológica de nutrir o corpo. 

A fome, falando terra a terra, obriga a um exercício – infindo, diga-se – de busca quase insana pelo alimento para a boca. A alma, essa pode esperar. Urgente mesmo – como captou Carlos Uqueio – é a comida para a boca. Pode ser papa reforçada ou feijão. Pode ser qualquer coisa desde que acalme os “bichos” que vivem nas nossas entranhas.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique