A Polícia da República de Moçambique (PRM) assinalou, no dia 17 do mês em curso, o quadragésimo segundo aniversário da sua fundação. Mais do que falar da história da nossa Polícia, domingo saiu à rua para ouvir do cidadão sobre o desempenho da corporação. Os nossos entrevistados entendem que os agentes devem sofisticar a sua actuação e os jovens recém-incorporados devem fazê-lo movidos pelo espírito patriótico de bem-servir e nunca usar o fardamento para benefício próprio.

Acarinhar o cidadão

‒Ornélio Samuel, estudante

Os polícias têm de ser verdadeiros e honestos ao trabalhar. Deviam acarinhar o cidadão, mas não. Durante as operações têm espancado brutalmente cidadãos indefesos. A Polícia tem de resolver os problemas da população sem violência. Relativamente à patrulha, os agentes têm de actuar nos bairros periféricos que têm sido alvos de criminalidade.

 Continuar a garantir segurança

-Irna da Glória, estudante

Gostaria de felicitar a Polícia que diariamente trabalha para proteger o país e os cidadãos. Devem continuar a garantir a segurança e ordem públicas, sem constrangimentos. Tenho visto todos os dias o carro da Polícia a circular na minha zona. Desejamos que, em colaboração com a população, os agentes continuem a dar o melhor para que a segurança e harmonia sejam reais. A Polícia de Trânsito deve redobrar os esforços nos dias chuvosos, porque tem sido um martírio viajar para a Matola quando cai chuva.

A Polícia recebe pouco

 - Natália Manganhela, funcionária pública

A Polícia tem-se esforçado bastante para garantir a segurança pública, apesar de ter poucos recursos e, pelo que se sabe também, auferem salários que não são compatíveis com o custo de vida. O Governo deve sofisticar as condições de trabalho e salário da Polícia. Apesar da farda eles são seres humanos e merecem ser tratados com dignidade.

Ser polícia não deve ser

alternativa à falta de emprego

- Daniel Nguetse, trabalhador

A Polícia deve melhorar em muitos aspectos, e fazer parte da corporação não deve ser refúgio ou alternativa à falta de emprego no país. Há jovens que envergam a farda mas sem nenhum espírito patriótico nem vontade de bem-servir. Fazem-no apenas por falta de ocupação. Estes factores têm originado corrupção porque as pessoas entram nas fileiras para ganhar dinheiro e não para servir a Pátria. Também não pode haver interferência da política na Polícia. No entanto, felicito a Polícia por mais um ano da sua existência.

 

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 195 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas