Texto de Benjamim Wilson
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Gorongosa, distrito da província de Sofala afamado dentro e fora do país pela sua invulgar formação orográfica (serra da Gorongosa) e por albergar uma das principais áreas de conservação da biodiversidade, passa a ser também conhecido como zona de produção e processamento de café. O empreendimento entra em funcionamento no próximo ano na vila-sede distrital.

O projecto está inserido no âmbito dos esforços tendentes à diversificação das fontes de rendimento para a população local, o que em última análise contribui para travar a exploração insustentável dos recursos naturais.

Trata-se de uma iniciativa que, na sua fase preliminar, foi co-financiada pelo projecto de restauração do Parque Nacional da Gorongosa e Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF) do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no âmbito do projecto de financiamento sustentável do sistema das áreas protegidas em Moçambique. Recentemente juntaram-se a esta iniciativa as embaixadas da Irlanda e da Noruega. 

Sional Moiane, técnico envolvido na cultura de café na região, assegurou que grande parte das máquinas já se encontra nas instalações da futura unidade industrial de processamento e empacotamento do produto, enquanto o outro equipamento está a caminho de Gorongosa.

Conforme constatou recentemente a nossa reportagem, as instalações da fábrica estão concluídas, esperando-se pela conclusão da montagem dos equipamentos. 

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique