Política

    Desporto

      Nacional

        Sociedade

          Cultura

            Câmbio

            Moeda Compra Venda
            USD 59,96 61,15
            ZAR 4,17 4,25
            EUR 68,7 70,06

            19.10.201Banco de Moçambique

            A cidade de Maputo – um pouco à semelhança do que acontece noutras cidades – tem as suas nuances que, a seu tempo, tornam –na pictoresca e aprazivel. Aliás, qualquer cidadão do mundo que por aqui aporta, quase sempre jura cá voltar quando não assenta arraias logo na primeira estadia.

            E há muitas razões para isso. Temos uma varanda imensa sobre o Índico. Temos, melhor, tivemos acacias amarelas pela cidade o que nos valeu o cognome de Cidade das Acácias... mas isso foi há muito tempo antes de nos encarregarmos de, com urina, derrubarmos as frondosas arvores que emprestavam uma rara beleza as nossas vias.

            Derrubadas as acacias, inventamos outra singularidade. Os passeios, outrora espa;os reservados para os peões, servem agora de Shoping Centre... ou melhor de Shoping Inclina. É só dar um giro pela cidade que facilmente se vê do que estamos a falar.Bula bula não está contra o espirito inventivo dos moçambicanos que, na luta pela sobrevivência, não descartam nenhuma iniciativa. Atente-se para os carros – restaurantes. Começaram na baixa da cidade mas hoje estão em toda a parte... e agora até servem o pequeno-almoço.

             

            Mas, se por um lado, o empreendedorismo é saudável, por outro já não se pode compreender a anarquia que tomou conta da cidade ante o olhar cumplice de quem de direito. Olhe-se para a primeira fotografia. Alguém decidiu colocar um quiosque – bonito até – junto a paragem ali perto da Praça da OMM. O espaço da paragem ficou reduzido. A sombra que protegia o pessoal na longa e extenuante espera pelo chapa 100 sumiu literalmente.Bula bula não está contra a barraca mas convenhamos... ali circulam carros e pessoas. Como é que os hipoteticos clientes se safam ali tendo gente que luta para apanhar o Chapa e outros que esperram pelo próximo My Love? Não sobra nesga de terreno e, para piorar, há o risco de uma viatura tresloucada “varrer” a area (oxala isso nunca venha acontecer).

             

            Na outra imagem, vemos um passeio igualmente tomado por outros empreendedores. O pobre transeunte não tem outra saída senão meter-se estrada adentro para continuar a marcha... e como se sabe, estrada é para viaturas...