A aproximação da data (29 de Março de 2019) prevista para a saída do Reino Unido da Grã-Bretanha da União Europeia num processo conhecido como Brexit exige do Parlamento Britânico um posicionamento definitivo. Contra todas as expectativas e depois de seis votações, duas a 15 e 16 de Janeiro e 4 entre 12 e 14 de Março de 2019, o parlamento não conseguiu criar consenso sobre a suposta desejada saída da União Europeia.

Em face a uma cada vez crescente contestação à sua intenção de concorrer a um quinto mandato, o presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, anunciou a sua desistência mas, entretanto, decidiu prolongar o seu quarto mandato por tempo indeterminado. Numa “manobra” que parecia estar a ceder às exigências dos manifestantes, Bouteflika renunciou concorrer ao penta-mandato consecutivo e remodelou o governo, alegando ser uma resposta às exigências dos manifestantes. Porém, os manifestantes, que não se deixaram “enganar” pela “manobra” do presidente ou seus partidários, acorreram às ruas na passada sexta-feira e a sua exigência passou do contra penta-mandato para “fora da presidência já”. A “manobra”, que pode ser interpretada como uma tentativa de “ganhar tempo” por parte dos bouteflikistas, acabou sendo um “tiro que saiu pela culatra”, com o risco daqueles “perderem tudo”.

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 171 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas