Novas notas do rand divulgadas em Maputo

O Bancode Reserva da África do Sul (SARB) apresentou, semana finda, em Maputo as novas notas do rand, a serem usadas naquele país a partir de amanhã.

Trata-se de notas com valor facial de 10, 20, 50, 100 e 200 rands que, a partir do dia 6 de Novembro irão circular em simultâneo com as que actualmente estão em uso na África do Sul e nos países vizinhos.

Falando em conferência de Imprensa, o director da Estratégia de Grupo e Comunicações do SARB, Hlengani Mathebula, disse que o lançamento destas notas resulta da prática internacional de que em cada seis a oito anos é preciso mudar ou melhorar as características de segurança das notas.

Segundo disse, esta medida surge por se acreditar que os avanços tecnológicos podem permitir as pessoas serem capazes de tentar fotocopiar as notas em circulação e assemelharem-se com as originais.

“Mas na verdade, isso não é possível, mesmo tendo a fotocopiadora com a tecnologia mais sofisticada. As características de segurança das notas não são fotocopiáveis. Se fotocopiares, o resultado não vai ser o que se deseja”, disse ele.

As novas notas apresentam como principais características o facto de todas ostentarem a figura de Nelson Mandela, o primeiro Presidente eleito democraticamente na África do Sul e que agora conta com 94 anos de idade. Igualmente, essas notas mantêm as imagens dos cinco grandes animais (Big Five), à semelhança das notas actualmente em circulação.

As novas notas possuem características de segurança de “última geração” bem como a marca de água, número da série, elementos para permitir a identificação do dinheiro por pessoas portadoras de deficiência visual, fio de segurança, elemento de tintas com cores variáveis, entre outras.

Justificando o uso da figura de Mandela nessas notas, Mathebula disse que o antigo estadista sul-africano representa os valores e as aspirações daquele país.

“Actualmente, ele é o único ícone reconhecido tanto na África do Sul, em África e no mundo inteiro. É difícil encontrar pessoas que não estejam a consumir a matéria e a história de Nelson Mandela. E pensamos que como um país, é importante reconhecer um ícone que temos. O segundo aspecto é que ele é o primeiro Presidente eleito democraticamente no país. Não teremos nenhum outro primeiro Presidente eleito democraticamente. Portanto, literalmente, ele é o pai da nação, nesse sentido”, disse ele.

Essas notas foram apresentadas em alguns países da região, onde o rand é uma moeda influente. O SARB defende a importância de divulgar a sua moeda em Moçambique devido à proximidade da população dos dois países.

“Os moçambicanos atravessam para a África do Sul e quando regressam com rands e em algumas áreas o rand é usado como moeda de troca, apesar do facto de Moçambique não ser parte da Área Monetária Comum (CMA) – um mercado que além da África do Sul, liga o Lesotho e a Suazilândia através do rand”, disse ele.

 

Editorial

Profissionais abnegados
domingo, 27 novembro 2016, 00:00
Há homens e mulheres deste país que fora de qualquer tipo de holofotes dão o seu melhor para a construção de uma nação mais forte, mais igual, mais... Leia Mais

Opinião

Desporto

Nacional

Breves

Sociedade

Reportagem

Cultura

Pub

Em foco

Temos 167 visitantes em linha

Banca de Jornais

Sociedade do Noticias
  • EconomiaEconomia
  • CulturaCultura
  • DomingoDomingo
  • DesafioDesafio
  • NotíciasNoticias

Conselho de Administração

Esselina Macome Presidente

Jorge Matine Administrador Delegado

Samuel Comiche Administrador

Luís Covane Administrador

Maria Lúcia Zacarias Administradora