Empresários filiados à Confederação das Associações Económicas (CTA) queixam-se do facto de cada instituição pública que lida com importações e exportações continuar a fixar taxas diferentes para o mesmo produto, o que sobrecarrega, sobretudo, aos pequenos agentes económicos que por coincidência são a maioria, transaccionam volumes menores e têm menos disponibilidade de recursos.

Estes pronunciamentos foram feitos durante o seminário sobre estudos dos custos e taxas relacionadas à importação, exportação e trânsito de mercadorias, realizado pelo Ministério da Indústria e Comércio, através do Comité Nacional de Facilitação do Comércio em parceria com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).Segundo Mateus Chale, vice-presidente do Pelouro de Política Fiscal, Aduaneira e Comércio Internacional da Confederação das Associações Económicas (CTA), há uma tendência de as instituições públicas fixarem taxas sem observar a viabilidade económica das mesmas e estes encargos têm estado a encarecer e a tornar a actividade das empresas mais difícil.

 

Leia mais...

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 298 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas