Texto de Angelina Mahumane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

A colecta de receitas do Estado registou um desempenho positivo, apesar do cenário da crise económica, ao atingir 198 mil milhões de Meticais, o correspondente a um desempenho de 106 por cento até 27 de Dezembro de 2017. A meta fixada pela Lei Orçamental do ano prestes a finda foi de 186.3 mil milhões.

O Imposto de Consumo Específico (ICE) para a indústria extractiva foi o que mais contribuiu para o global da receita com cerca de 2.9 mil milhões de Meticais, contra os 830 milhões em 2016, o que representa 252.6 por cento.

Enquanto isso, o ICE da actividade petrolífera foi de 477 milhões de Meticais, contra os 353 milhões em 2016, o que representa um crescimento de 35 por cento. Em 2016 o Imposto sobre o Consumo Específico apresentava resultados negativos, disse Amélia Nakhare, presidente da Autoridade Tributária de Moçambique (AT).

Em relação ao tabaco manufacturado, ao nível nacional, conseguiu-se um encaixe em 2017 de 493 milhões de Meticais, contra os 480 milhões em 2016.

Já no tabaco manufacturado importado verificou-se um crescimento de 50 por cento, que resultou na arrecadação de 186 milhões de meticais, contra 124 milhões em 2016.

Leia mais...

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,96 61,15
ZAR 4,17 4,25
EUR 68,7 70,06

19.10.201Banco de Moçambique