Os operadores do comércio transfronteiriço informal, também conhecidos por mukheristas, têm estado a expandir a sua actividade para novos mercados com realce para o asiático, de onde importam produtos como alho, cabelo, unhas, roupas, mobiliário diverso, electrodomésticos, equipamento informático, entre outros.

A produção de ração representa cerca de 70 por cento do processo de criação de frangos. Mas as grandes empresas nacionais que operam neste ramo preferem importar a matéria-prima principal, que é milho, supostamente porque, internamente, a qualidade não é uniforme, além dá imprevisibilidade  do fornecimento ao longo do ano.

Os funcionários da Empresa Moçambicana de Dragagens (EMODRAGA) respiraram de alívio há dias quando souberam  que as dragas que foram arrastadas pelo ciclone Idai não sofreram mais do que amolgadelas e estão aptas e operar. Inclusive, já se cogita a possibilidade de concorrer para dragar os portos de Maputo e de Quelimane.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai apoiar o estabelecimento de parques agro-industriais em Moçambique, de forma a promover o desenvolvimento sustentável da agricultura, permitir a absorção da produção adicional, agregar valor, produzir e comercializar dentro e fora do país, além de reduzir a actual dependência das importações.

Pub

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 168 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas